Orla de Guaiaó

Guaiaó era o nome indígena atribuído à Ilha de São Vicente, que compreende as cidades de Santos e São Vicente. Este nome pode ser encontrado nos primeiros registros de terras em 1532, ano da fundação de São Vicente. Estudos apontam que "Guaiaó" significa "separação por força", em alusão à separação da ilha em relação ao continente pela pressão das águas.

batalha da conselheiro

Desde 2015,  na praça do boqueirão, ocorre semanalmente a popular  batalha de MCs.

navio prisão anhanguera

No início da ditadura militar, o navio prisão Raul Soares ficou ancorado no Porto de Santos durante seis meses, de 24 de abril a 23 de outubro de 1964. O navio serviu de cárcere flutuante para dirigentes sindicais, políticos e estudantes. No mapa ficcional, o navio recebe o nome de Anhanguera, apelido de Bartolomeu Bueno da Silva, sertanista português, responsável pelo aprisionamento e extermínio de milhares de indígenas no período colonial.

tupinanjás

Etnia indígena fictícia, presente também em Cidade Autônoma Z.N., em clara alusão aos guerreiros Tupinambás, que no século XVI habitavam, entre outras regiões, parte da costa norte do litoral do Estado de São Paulo.  Os Tupinambás, antropofágicos, empreenderam diversas guerras contra a invasão dos portugueses. 

instituto histórico e geográfico de santos

Fundado em 1938, o IHGS possui uma biblioteca com mais de 10 mil volumes sobre a história e a geografia da região. O Instituto tem como objetivo a preservação da memória da cidade de Santos.

centro de reunião dos tamojos

Em alusão a confederação dos Tamoios, que ocorreu entre 1554 e 1567. Sob a liderança indígena Tupinambá, foi uma revolta e movimento de resistência contra os portugueses no início da colonização. 

caminho de peaberu

Referência ao caminho de Peabiru utilizado pelos povos Ameríndios. O caminho ligava o Oceano Atlântico aos Andes. Um dos pontos de partida se encontrava onde hoje está a cidade  de São Vicente, chegando até a atual Cusco, no Peru. 

terra de quem?