Instalação Cênica Fluxo-Bambusoideae  2012

       

           A Instalação Cênica Fluxo-Bambusoideae é uma livre adaptação do texto de ficção Fluxo da escritora Hilda Hilst. Projetada para um lugar específico, a Instalação se utiliza de um espaço não convencional para uma apresentação teatral - no caso, um dos porões da Chácara Sapucaia -  aproximando-a de um conceito próprio das artes plásticas, denominado Site Specific (lugar específico), que tem sido constantemente usado na produção cênica contemporânea. A chácara é de grande importância histórica e cultural para o Brasil, já que Mário de Andrade - primo de Pio Lourenço Corrêa, primeiro proprietário da Chácara – teria concebido parte do livro “Macunaíma - o herói sem nenhum caráter” neste local. Nos anos 70, a chácara foi comprada pelo casal de docentes Heleieth e Waldemar Saffioti e posteriormente foi doada para a UNESP, incumbindo a esta instituição a missão de transformá-la num centro cultural.

         Com a livre adaptação, o grupo chegou a um texto dramatúrgico para duas atrizes.  As etapas dessa adaptação aconteceram de forma concomitante e pode-se dizer que a cena deu base à Instalação, assim como a Instalação estabeleceu uma influência direta na dramaturgia, na iluminação, no figurino e na encenação das atrizes.

          O texto dramatúrgico é composto por um grande fluxo de ideias e diálogos, onde não há definições fixas ou distinção entre as inúmeras personagens, mas sim a presença de um Narrador que se desdobra em vozes diversas num mergulhar de memórias mescladas à ação efêmera e ao devir desses seres/vozes sem contorno. De teor barroco, o texto celebra a multiplicidade do homem, manifestando a sua subjetividade diabólica, grotesca e ácida, e ao mesmo tempo amorosa e bem humorada, em busca de transcendência e transfiguração.

          A Instalação Cênica Fluxo-Bambusoideae leva o público a vivenciar uma relação não convencional com a dramaturgia, na medida em que este é convidado a explorar e dividir o ambiente de encenação com as atrizes. Esta proximidade com a dramaturgia, dada fisicamente pelo espaço adentrado, faz com que o espectador se situe no interior deste turbilhão de vozes dissonantes, próprio da existência humana, revelando a este a multiplicidade do homem através desta experiência cênica compartilhada.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now